Blog do Desemprego Zero

Resultados que começam a aparecer

Posted by imprensa2 em 3 setembro, 2007

31/08/07 – 00:00 > OPINIÃO
Resultados que começam a aparecer

O governo faz bem em aprofundar análises sobre a aceleração do crescimento e em mostrar que está cumprindo o seu papel O governo federal faz bem em mandar aprofundar as análises sobre o andamento do PAC, o Programa de Aceleração do Crescimento – e, a partir dos resultados que já começam a aparecer, procurar mostrar à sociedade que apesar dos muitos obstáculos aparentes está cumprindo o seu papel.

Deve aproveitar a oportunidade para identificar as dificuldades que teve que superar em seu próprio organismo, como por exemplo a estridente resistência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que retardou por aproximadamente dois anos a licença ambiental para as obras das hidroelétricas do rio Madeira, com apoio dos argumentos falaciosos de tudo quanto é Verde, Azul, Amarelo ou cor-de-rosa.

É preciso que a opinião pública seja devidamente informada das motivações de pelo menos 140 ações só no Ministério Público contra as obras do Programa de Aceleração do Crescimento.

Há meses o governo tenta destravar algumas dessas ações que impedem a transferência para o setor privado de estradas que se encontram em estado deplorável.

A malha rodoviária brasileira nesses últimos anos conseguiu crescer razoavelmente em quilometragem, mas com uma terrível piora no seu estado de conservação.

É muito natural que esses problemas todos venham sendo explorados pela oposição que utiliza preferencialmente os espaços disponíveis na Internet, até há poucas semanas sem muita reação do governo federal.

Finalmente parece ter-se iniciado na segunda semana do mês de agosto uma ação mais ou menos organizada enfrentando a enxurrada de críticas que passeava sozinha no espaço mais ou menos livre da Internet.

Esta ação é importante porque o governo precisa do apoio de todos para superar as dificuldades institucionais que impedem a agilização mais rápida do investimento público.

Ele vem executando uma política fiscal séria que tornou visível no horizonte a possibilidade de eliminar o déficit nominal. É necessário convencer as pessoas que utilizará a folga fiscal de maneira racional. Mesmo se sobrar dinheiro não vai gastar de forma improdutiva: vai ou reduzir a carga tributária ou ampliar os investimentos públicos, que são fundamentais para aumentar a eficiência do setor privado e acelerar ainda mais o desenvolvimento econômico.

A perspectiva de redução dos impostos é da maior importância nas expectativas do empresariado. Ninguém espera que seja possível reduzir a carga tributária apenas por ato de vontade política, por isso é crucial mostrar à sociedade que ela vai se reduzir efetivamente em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB) na medida em que se acelerar o desenvolvimento.Não quer dizer que não se possa começar desde logo a aliviar a carga de impostos alongando os prazos de recolhimento, liberando capital de giro a custo zero para as empresas e com isso reduzindo a necessidade de tomar dinheiro no sistema bancário, o que acaba forçando a queda das taxas de juro.

A extensão dos prazos de recolhimento é uma decisão incontrastável do Executivo. Não tem que pedir licença a ninguém, só precisa ir fazendo de forma constante e não errar na dosagem. Logo a arrecadação cresce.

Funcionou admiravelmente no passado quando a carga tributária era de 22% a 24% do PIB e o setor público continuou investindo 4% do PIB, ajudando o setor privado a construir a formidável infra-estrutura que ainda nos dias de hoje gastamos.

A única coisa que sofreu alteração além das previsões foi a velocidade do crescimento econômico que passou da taxa anual de 5% do PIB (como estamos hoje) para 7% e logo 9% , depois 11% , até 14,4% , em apenas seis anos. Foi coisa, na verdade, de deixar chinês de olho redondo, tamanha a emoção…

Enquanto isso, entre nós, os idiotas da objetividade a que se referia o grande Nelson Rodrigues, achavam que tinha sido milagre…

O governo faz bem em aprofundar análises sobre a aceleração do crescimento e em mostrar que está cumprindo o seu papel.

Antônio Delfim Netto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: