Blog do Desemprego Zero

SUSTENTABILIDADE – Gerenciar os recursos é a prioridade

Posted by Beatriz Diniz em 23 março, 2008

Publicado originalmente no Projeto Brasil, em 20/03/2008

Por Lílian Milena

Não é novidade que as ações do homem vêm colocando em risco os reservatórios de água potável do planeta. De tempos em tempos os meios de comunicação divulgam dados alarmantes a respeito da possível falta da fonte nas próximas décadas.

Mas há quem conteste o fato de alguns especialistas dizerem que pode faltar água no mundo. E um deles é o geógrafo Pedro Jacobi. De acordo com o cientista, o que deve ser levado em conta é o gerenciamento do recurso natural, e não o desaparecimento. “A quantidade de água na Terra é invariável há centenas de milhares de anos. O que muda é a sua distribuição e estado”, explicou.

A justificativa da afirmação de Jacobi é feita por meio da explicação do Ciclo Hidrológico – a água disposta nos mares e continentes evapora, na atmosfera transforma-se em nuvens e volta a se precipitar para a terra na forma de chuva, neve ou neblina.

“Depois escorre para rios, lagos ou para o subsolo, formando os importantes aqüíferos subterrâneos e, aos poucos correm de novo para o mar mantendo o equilíbrio no sistema hidrológico do planeta”, afirmou.

Portanto, a única coisa que poderia acontecer, segundo o especialista, é a água se tornar imprópria para o consumo por causa da poluição dos reservatórios. Por outro lado, algumas regiões podem sofrer com o assoreamento de rios e lagos, já que a partir do acúmulo de terra nas calhas acontece a diminuição da capacidade destes reservatórios naturais.

Escassez pode ser corrigida com boa gestão da água

Atualmente, a ONU (Organização das Nações Unidas) calcula que cerca de 1,1 bilhão de pessoas não possuem acesso à água doce. A organização também prevê que em 2050 cerca de 45% da população mundial não irá contar com a quantidade mínima de água para satisfazer as necessidades básicas.

O consultor da FAO, órgão da ONU para Alimentação e Agricultura, José Borghetti, declarou que existem estimativas apontando que em 2025 aproximadamente 2,8 bilhões da população mundial projetada poderá viver em condições de disponibilidade hídrica social catastrófica.

Ou seja, existe água em abundância no planeta, mas a poluição dos reservatórios e mananciais, mais a falta de manejo adequado das terras, são fatores que colocam em risco a qualidade da fonte.

Outra questão que não deve ser desconsiderada é a distribuição do bem no planeta. Os países com a maior parte das reservas de água potável no mundo são Brasil, Rússia, China e Canadá. Por isso, nações que contam com pouca quantidade de água em seus domínios, dependem da conservação, captação e armazenamento da fonte e de seus mananciais.

Algumas localidades, no entanto, optam por economizar água por meio da importação de alimentos, como os países Árabes fazem. Isso porque a região do Oriente Médio é desértica – apenas Israel produz alimentos de forma significativa, devido a uma tecnologia avançada de irrigação que requer baixa quantidade de água na produção.

A conclusão a que chegamos é que o elemento água não deve desaparecer da Terra, mas há riscos de que a fonte, na forma potável e necessária para a sobrevivência do homem, está em risco.

“Mesmos os aqüíferos subterrâneos correm risco de serem contaminados pelos esgotos urbanos, industriais e agroindustriais. A saída para evitar a escassez está nos investimentos em infra-estrutura, que impeçam a poluição e permitam a proteção de reservatórios, principalmente aqueles dos quais dependem regiões de grande concentração populacional”, concluiu Borghetti.

Acesse mais informações no portal www.geologo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: