Blog do Desemprego Zero

Brito: “A morte de Edson foi um tiro no coração do Brasil”

Posted by Beatriz Diniz em 30 março, 2008

  Fonte: PT dia 26/03/2008 

 “O tiro da polícia que matou o Edson Luiz foi um tiro da ditadura militar que acertou o coração do Brasil”. A definição sobre o que representou o assassinato de Edson Luiz Lima Souto, no Restaurante do Calabouço, em 28 de março de 1968, não poderia ser mais exata. Até porque ela foi feita pelo professor de História, Elinor Brito, em entrevista à Rádio MEC AM, do Rio, nesta quarta-feira.

Era ele o presidente da Frente Unida dos Estudantes do Calabouço (FUEC), que lutava pela conclusão das obras do restaurante dos estudantes, que havia sido desalojado do seu antigo endereço, na Ponta do Calabouço, próximo ao Museu de Arte Moderna. No local, hoje, existe o Viaduto dos Estudantes, que dá acesso ao Museu e ao Aeroporto Santos Dumont.

“Eles queriam retirar o Calabouço dali porque iria ter a reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI), em 1967, e queriam reurbanizar a área”, contou Brito. No antigo local, em uma área de 10 mil metros quadrados, além do restaurante os estudantes também contavam com uma policlínica, com atendimento médico e dentista, um pequeno comércio e mais a sede da União Metropolitana dos Estudantes.

O Brasil acordou

“Houve muito protesto dos estudantes contra a remoção do Calabouço, mas a ditadura acabou destruindo o restaurante e a nossa luta prosseguiu pela sua reabertura e para que as obras do novo restaurante fossem concluídas, com a policlínica e tudo o mais que a gente tinha”, disse à Rádio MEC o hoje professor de História, Elinor Brito.

“Nós tínhamos clareza que a nossa luta era contra a ditadura e também contra o imperialismo, porque a ditadura veio para viabilizar uma política pró-norte-americana. A morte do Edson Luiz criou um sentimento nacional de repúdio à ditadura, à repressão e serviu para acordar o Brasil, reanimando o movimento operário-camponês. A partir daí foram sucessivas mobilizações”, disse Brito.

O estudante foi morto ao final da tarde do dia 28 de março e os estudantes impediram que a polícia desse sumiço ou escondesse o corpo. O enterro de Edson mobilizou cerca de 50 mil pessoas que acompanharam o velório, e mais tarde, no dia 2 de abril, uma multidão participaria da missa realizada na Candelária, quando os estudantes e o povo travariam novos enfrentamentos com a polícia. Por todo o país as manifestações se multiplicaram, inclusive, na capital, Brasília.

“A morte do Edson foi um marco divisor. O Brasil acordou para o que acontecia no país e, a partir dali, muitos outros acontecimentos se sucederiam, como o discurso no Congresso do Marcio Moreira Alves, as denúncias sobre prisões e torturas”, disse.

Memorial Edson Luiz

Elinor Brito, assim como Vladimir Palmeira, Jean Marc Van der Weid e outros líderes da época estarão na próxima sexta-feira, às 11h, participando da inauguração do Memorial a Edson Luiz, que terá a presença do ministro dos Direitos Humanos, Paulo Vanuchi. Ele será colocado no mesmo local onde ficava o Calabouço em sua fase final, próximo a onde hoje está localizado um posto do Detran, no final da Rua Santa Luzia, atrás dos prédios da Avenida General Justo.

Após a inauguração os participantes sairão em passeata pelas ruas do Centro da cidade. Às 17h, no auditório da ASA, na Rua São Clemente, 155, em Botafogo, haverá exibição do filme “Hércules 56”, do diretor Silvio Da-Rin, seguida de debate sobre o tema “1968-2008”, com as presenças de Carlos Alberto Muniz, Vladimir Palmeira, José Dirceu, Maria Augusta Ribeiro (a Guta), entre outras lideranças e militantes da luta contra a ditadura militar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: