Blog do Desemprego Zero

Rodízio de caminhão deve ser questionado no Congresso

Posted by NOSSOS AUTORES em 7 abril, 2008

Publicado em: Logística e Transportes

Por José Augusto Valente*

O setor de transporte de cargas vai pedir a interferência do Congresso Nacional para evitar que o rodízio municipal de veículos passe a valer também para caminhões na capital paulista.

A Confederação Nacional dos Transportes (CNT) fez um pedido de audiência com o presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e aguarda confirmação de agenda para apresentar os problemas que o rodízio vai criar para os transportadores e as conseqüências que a decisão do prefeito Gilberto Kassab pode causar ao setor. Os representantes pretendem chegar a Brasília já na próxima semana.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Comercial de Carga do Litoral Paulista (Sindisan), Marcelo Rocha, disse que a medida adotada pela Prefeitura de São Paulo de incluir caminhões no rodízio de veículos que circularem pelas marginais e avenida dos Bandeirantes a partir do dia 15 de maio é “colocar os carros na frente dos bois”.

“Por que não esperam até o Rodoanel ficar pronto?”, questionou Rocha, referindo-se ao trecho sul da obra que vai interligar o trecho oeste às rodovias dos Imigrantes e Anchieta e diminuir o tráfego de milhares de caminhões que cruzam a avenida dos Bandeirantes diariamente rumo ao litoral.

Fonte: Agência Estado

Não nos cansamos de dizer e provar que o caminhão não é o vilão do apagão diário do trânsito de São Paulo. O vilão é o automóvel, a enorme maioria com uma pessoa – o motorista.

O volume diário de caminhão é muito pequeno (menos de cem mil) em relação ao de automóveis (mais de quatro milhões).

Além disso, uma cidade como São Paulo precisa do serviço de caminhões e caminhonetes para garantir o abastecimento do seu gigantesco comércio, característico de uma megalópole.

Já existe uma regulamentação quanto a horários para carga e descarga. Entretanto, enquanto o Rodoanel – trecho Sul – não ficar pronto, não há como nem porque mexer com o tráfego de caminhões que cruza a cidade, como diz o dirigente Marcelo Rocha.

As entidades das empresas de caminhões e dos autônomos estão agindo em prol do interesse da sociedade – e não corporativamente – ao buscar ajuda do Congresso Nacional.

Além disso, há que continuar pressionando o prefeito Kassab e o governador José Serra, para viabilizar soluções de curto prazo que atinjam os automóveis e não o transporte rodoviário de cargas, que é estratégico para o país.

*José Augusto Valente: engenheiro e trabalho há 35 anos na área de transportes. Fui Presidente do DER-RJ em 2002 e titular da Secretaria de Política Nacional de Transportes, do Ministério dos Transportes, no período de maio/2004 a junho/2007. Atualmente atuo como Consultor em Logística e Transporte.

Anúncios

Uma resposta to “Rodízio de caminhão deve ser questionado no Congresso”

  1. Julia said

    Quanto ao rodízio de caminhão, acho válido sim…não sou especialista, mas observei já há muito tempo como os caminhões emperram o trânsito.

    Moro na região do Jaguaré, só o fato de ter caminhão estacionado nesta avenida, pois existe um posto especializado para eles, e às vezes os caminhoneiros estacionam na avenida…quando isto acontece a av Corifeu de Azevedo Marques já começa parar e ninguém anda…

    Vocês já viram caminhão andando na faixa da esquerda em plena marginal pinheiros ? Eu já…e várias vezes…

    Então não queiram proteger os caminhões, acho que numa democracia os direitos têm e devem ser iguais a todos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: