Blog do Desemprego Zero

Economia subterrânea cresce mais que atividade formal

Posted by Beatriz Diniz em 21 abril, 2008

Não é somente a alta carga tributária brasileira um dos maiores impulsionadores das atividades informais na economia…

Por Luciana Sergeiro

Publicado em: Gazeta Online (restrito a assinantes)

Por: Anna Lúcia França

A economia informal no Brasil já cresce a taxas muito superiores à atividade formal. Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB), que soma todas as riquezas do País, subiu 5,4% em 2007, a chamada economia subterrânea teve alta de 8,7% no ano. O crescimento é explicado pela maior flexibilidade da informalidade. A conclusão é da pesquisa feita pelo o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) por solicitação do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco), com objetivo de traçar um Índice da Economia Subterrânea, lançado ontem em São Paulo.

O estudo, que deverá ser utilizado pelo Etco como argumento para se balizar políticas públicas, leva em consideração as diversas variáveis que impulsionam a informalidade, excluindo tráfico e atividades ilícitas como contrabando.

Apesar de constatar que a alta carga tributária brasileira é de fato um dos maiores impulsionadores das atividades paralelas, os pesquisadores perceberam que não era só isso que empurrava o Brasil para a informalidade. Ao contrário do que se pensava, o crescimento do nível de atividade formal também puxa a informalidade. “A economia subterrânea, no Brasil, aproveita o crescimento da formal e seguem paralelas. Isso porque as regras da formalidade são muito rígidas. Já a economia subterrânea é mais flexível e rápida”, afirma o economista Fernando de Holanda Barbosa Filho, pesquisador Ibre e da FGV do Rio de Janeiro. Ele explica ainda que em países pobres, são os momentos de crise que favorecem a informalidade e não o contrário.

A corrupção anda lado a lado com a economia subterrânea, uma vez que está ligada à evasão fiscal e ao não cumprimento das leis. Assim, quanto maior o risco de ser pego maior será o nível de corrupção, explica Barbosa Filho. “Além disso, a percepção da corrupção nas esferas econômicas foi muito importante, pois mostra que muitos preferem não pagar impostos para não dar dinheiro ao governo”, diz o professor e presidente do Etco, André Franco Montoro Filho.
Os dados de corrupção foram obtidos por meio de estudos do instituto internacional de pesquisa PRS Group, responsável pela elaboração do International Country Risk Guide, que classifica os vários riscos para investidores e empresas nos diversos países. Entre eles, está a corrupção, quesito no qual o Brasil tirou nota 2 em dezembro do 2006 – numa escala de 0 a 6, em que 6 é a melhor.

A exportação é outro dado considerado no estudo, uma vez que as empresas informais não conseguem participar da atividade, em função do excesso de regras. “Quando a exportação está boa, a informalidade cai e quando está em baixa, como agora, eles não se preocupam em formalizar”, explica Barbosa Filho.

Por acompanhar de perto a economia formal, a subterrânea também deve ser prejudicada pela alta dos juros, anunciada ontem pelo governo, segundo diretor do Ibre, Luiz Guilherme Schymura. Segundo ele, ao criar este novo índice, os dois institutos querem mostrar a dinâmica da informalidade. “Este índice vai contribuir para dar uma idéia mais exata da evolução da economia informal”, diz.

Criado a partir de uma técnica de econometria, conhecida como mimicking, o índice leva em consideração variáveis não observáveis, como a informalidade. Um exemplo dessa técnica é a avaliação de inteligência, que utiliza variáveis que não conseguem ser exatamente mensuradas, como explica o presidente do Etco. “Como um instituto que defende a ética concorrencial, aceitamos esse desafio para elaborar um índice sobre a informalidade, que não leva em conta os comportamentos éticos “, explica Montoro Filho. Para ele, só conhecendo de perto a dinâmica desse setor pode-se entender as causas e promover mudanças.


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: