Blog do Desemprego Zero

Após polêmicas, Argentina admite erro no índice de inflação

Posted by Beatriz Diniz em 11 maio, 2008

O governo da Argentina declara que errou no cálculo do índice que mede a inflação. Cristina Kirchner, presidente da Argentina, atribuiu a alta dos preços aos empresários e ao setor agropecuário.

Por Katia Alves

Publicado no Vermelho

O chefe-de-gabinete do governo da Argentina, Alberto Fernández, reconheceu nesta que há erros na base de cálculo do Índice de Preços ao Consumidor (IPC, que mede a inflação) durante a Jornada Internacional do IPC, organizada pelo Indec (equivalente ao IBGE brasileiro), em Buenos Aires. Segundo Fernández, o Indec “não media a realidade”.

A declaração de Fernández é uma rara demonstração do governo de que o problema da inflação é crescente na Argentina. O país tem uma inflação declarada anual de 8%, mas especialistas dizem que o índice real poderia ser o triplo. O Indec sofre intervenção desde janeiro do ano passado, mas o tema era um tabu para o governo.

O chefe-de-gabinete disse que o atual índice é baseado numa cesta de produtos de 1996, quando ainda havia a paridade do peso com o dólar e os argentinos consumiam muitos importados.

No novo índice, haverá menos produtos e serão eliminados os importados porque geram “preços distorcidos”. No mesmo encontro, a presidente do Indec, Ana María Edwin, afirmou que serão feitas mudanças na base do IPC com o “desafio de colocar as estatísticas em dia”.

No dia anterior, a Justiça havia ordenado que o Indec explicasse como calcula a inflação a pedido da Associação dos Direitos Civis.

Piquete antiinflação

Culpando shoppings e supermercados pela inflação, manifestantes que apóiam o governo fizeram protestos ontem na frente de um dos principais centros comerciais de Buenos Aires, o Abasto Shopping, para pedir que reduzam os preços e que ajudem a abastecer restaurantes populares.

O protesto dos chamados “piqueteiros K”, do grupo Bairros de Pé, causou confusão no trânsito. As manifestações também aconteceram na frente de supermercados em diferentes cidades da Grande Buenos Aires.

A ação piqueteira foi uma reação de apoio ao discurso da presidente Cristina Kirchner, na segunda-feira, em que atribuiu a alta dos preços aos empresários e ao setor agropecuário. “Os empresários formadores de preços em toda a cadeia produtiva falam como se não tivessem nada a ver e não fossem atores importantes no tema da inflação”, disse a presidente.

Apesar da relação entre a ação e o discurso, o chefe-de-gabinete afirmou ontem que o governo não tem nada a ver com os piquetes.

O Indec divulgará nesta sexta-feira a inflação de abril. Apesar de consultorias especializadas afirmarem que o índice ficaria entre 1,5% e 2,6%, acredita-se que o governo divulgará uma alta de 0,6% a 0,8%.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: