Blog do Desemprego Zero

Eleições dos EUA: Barack Obama X Hillary Clinton – vitória no número de apoios de “superdelegados”

Posted by Beatriz Diniz em 11 maio, 2008

Pelo visto quem sai na frente é mesmo o Obama. Esta semana o pré-candidato superou sua rival Hilary no número de superdelegados o que pode ser decisivo para a escolha do candidato da legenda. Além de ter passado a frente ao ganhar o apoio dos democratas o forte candidato das eleições americanas tem se garantido no “júri” popular. Mas há os que acreditam na recuperação da pré-candidata….

Por Beatriz Diniz

Entenda como funciona as eleições americanas

Último Segundo

WASHINGTON – O pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos Barack Obama superou sua rival Hillary Clinton em número de apoios de “superdelegados”, o único ponto no qual a senadora o superava na campanha eleitoral, segundo vários meios de imprensa.

Obama recebeu hoje o apoio de sete “superdelegados”, entre eles o congressista pelo Oregon Peter DeFazio, do legislador por Nova Jersey Donald Payne -até agora um partidário de Hillary – e do presidente do sindicato de funcionários americanos, Jerry Gage. O sindicato também expressou seu apoio ao senador por Illinois., enquanto a ex-primeira-dama obteve o “sim” de um.

Estes funcionários e personalidades do partido terão a última palavra na hora de decidir quem é o candidato da legenda, já que nem Hillary nem Obama já podem conseguir a nomeação apenas com os delegados resultantes das primárias.

Segundo os números publicados pelo jornal “The New York Times” em sua página da internet, Obama conta agora com 266 “superdelegados”, frente aos 263 de Hillary.

“Se forem observados todos os dados, é o candidato de fato”, afirmou hoje em uma conferência organizada pela revista “The New Yorker” o congressista Rahm Emanuel, chefe do grupo democrata na Câmara de Representantes e que até agora se manteve neutro entre os dois pré-candidatos. Segundo a página de comentários políticos pela internet “RealClearPolitics.com”, Obama conta com 265 superdelegados, enquanto Hillary tem o apoio de 272, de um total de 795.

O apoio destes representantes, funcionários e personalidades do partido que podem decidir qual o aspirante que querem na Convenção de Denver, em agosto, é vital porque nem Hillary nem Obama já podem conseguir a nomeação apenas com os delegados que obtiveram nas primárias.

“Acho que nossa gente reconhece o entusiasmo e a vitalidade após a campanha do senador Obama”, explicou Gage.

A ex-primeira-dama americana, que quer ser a primeira mulher a presidir os EUA, obteve, por sua parte, o respaldo do congressista pela Pensilvânia Christopher Carney.

Indiana e Carolina do Norte

Para a senadora, o apoio de Carney é uma boa notícia em uma semana na qual enfrentou duros revezes.

Na terça-feira, foi derrotada por Obama por 14 pontos percentuais nas primárias da Carolina do Norte, e só conseguiu vencer por dois pontos de vantagem em Indiana, onde as pesquisas lhe davam uma vitória folgada.

Despesas

Além disso, sua campanha revelou na quarta-feira que Hillary tinha desembolsado US$ 6,4 milhões para arcar com as despesas das primárias, em um indício de que a candidatura passa por dificuldades econômicas.

Em fevereiro, a senadora já tinha cedido US$ 5 milhões de seu bolso.

Já em 10 de abril, a campanha de Hillary admitiu dívidas no valor de US$ 10 milhões, e embora tenha conseguido arrecadar essa mesma quantia em um só dia após sua clara vitória na Pensilvânia, é possível que os “números vermelhos” tenham aumentado durante a corrida para as primárias em Indiana e Carolina do Norte.

Vários analistas acreditam que podem ser precisamente os problemas econômicos que obrigarão a senadora a colocar fim às suas aspirações.

Seu diretor de campanha, Terry McAuliffe, disse na quinta-feira sua candidata concluirá seus esforços pouco depois de 3 de junho, quando serão realizadas as últimas primárias, se até então não tiver obtido o respaldo dos superdelegados.

Os dois pré-candidatos tinham previsto participar hoje de atos eleitorais no Oregon, e Hillarya ia fazer um comício em Kentucky.

Ambos os estados celebrarão suas primárias em 20 de maio e a senadora por Nova York é favorita em Kentucky, enquanto as pesquisas apontam uma vantagem de Obama no Oregon.

Os sinais de que a candidatura democrata está chegando ao seu desfecho são cada vez mais claras, com cada vez mais quadros do partido declarando apoio a Barack Obama, agora que sua vitória frente à Hillary Clinton parece ter tomado um caminho sem volta.

A rede de televisão ABC anunciou nesta sexta-feira que, pela primeira vez, Barack Obama possui mais apoio dos superdelegados (267 contra 266) que Hillary.

Até agora, o número de superdelegados era o único indicador onde Obama não aparecia na liderança – já que em quatro meses de primárias, venceu em mais Estados, obteve mais delegados e a maior parte do voto popular, além de ter arrecadado muito mais para sua campanha do que a ex-primeira-dama.

Nesta sexta-feira, Obama conseguiu o apoio de quatro superdelegados suplementares, incluindo um deputado de Oregon (noroeste) e de Nova Jersey. No total, Obama já teria conquistado o apoio de dez superdelegados desde a sua ampla vitória na Carolina do Norte na terça, e de ter perdido por pouco em Indiana.

Um influente sindicalista, o presidente da Federação americana dos funcionários governamentais (AFGE), John Gage, explicou à AFP que os membros do seu sindicato “se impressionaram com a vitalidade, o entusiasmo e o grande apelo de Obama”, buscando mais apoio para o pré-candidato democrata.

Contudo, apesar da mídia já ter enterrado a candidatura de Hillary, Obama ainda não pode declarar abertamente sua vitória, apesar da sua visita com pompas de estrela, na quinta-feira, ao plenário da Câmara dos representantes.

Por sua vez, as personalidades mais influentes do partido, a presidente da Câmara Nancy Pelosi, o chefe da maioria no Senado Harry Reid, o ex-vice-presidente Al Gore, ainda não se pronunciaram. “À medida que primárias forem acontecendo, um vencedor surgirá”, disse Pelosi.

O ex-pré-candidato John Edwards, que não fez grandes declarações desde que abandonou a corrida no fim de janeiro, pronunciou uma frase ambígua na rede de televisão MSNBC, sem declarar formalmente seu apoio.

“Considera-se simplesmente que Barack será investido, porque as coisas vão nesta direção”, disse.

Um deputado que ainda não fez sua escolha, Jason Altmire, afirmou que “o mais importante é que se trata de uma eleição nacional, e quero apoiar a vontade do povo”, também na rede MSNBC.

“Vou dar a Hillary a possibilidade que merece de ir até o final do processo, e ver se pode se recuperar” acrescentou, prevendo que irá se declarar após 3 de junho, o último dia das primárias.

Mas alguns, como o deputado Rahm Emanuel, que foi o colaborador de Bill Clinton, já preveniram a Hillary para que não continue a dar munição aos republicanos contra Obama, em sua campanha.

Anúncios

2 Respostas to “Eleições dos EUA: Barack Obama X Hillary Clinton – vitória no número de apoios de “superdelegados””

  1. Wilson Quevedo said

    Hillary deve ser a candidata a vice-presidente unindo forcas para derrotar o candidato Republicano.

  2. Heldo Siqueira said

    Olá,

    gostaria de saber do pessoal que entende melhor essa questão política três coisinhas:

    1) Essa disputa das primárias e pelos tais superdelegados é boa ou ruim para a campanha dos democratas?

    2) O que realmente se discute, em termos de política para a América Latina, quando se fala da disputa entre Obama e Hilary? (Que tipo de interesses estão envolvidos, propostas…)

    3) O que se discute para a América Latina quando se trata da distinção entre Republicanos e Democratas?

    Na verdade, estou perguntando pq realmente não sei para quem torcer… Me dá uma agonia ouvir falar desse tema e não ter nenhuma opinião, ou pior, achar que é tudo a mesma coisa.

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: