Blog do Desemprego Zero

Burocracia tributária prejudica crescimento

Posted by Beatriz Diniz em 15 maio, 2008

“Apesar da fase positiva da economia brasileira, o diretor do Banco Mundial para o Brasil, John Bricoe, sustenta que problemas estruturais estão impedindo que o crescimento do PIB cresça de forma sustentável, os encargos tributários e a burocracia de recolhimentos precisam ser revistos.”

Por Luciana Sergeiro

Publicado em: Projeto Brasil

Por: Lílian Milena

Do que o Brasil precisa para conduzir a reforma tributária? “Maturidade política”. Essa é a visão do diretor do Banco Mundial para o Brasil, John Bricoe.

Apesar da fase positiva da economia brasileira, o diretor sustenta que problemas estruturais estão impedindo que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) cresça de forma sustentável.

Para o diretor, as reformas tributárias e previdenciárias devem fazer parte de um plano que viabilize a sustentabilidade brasileira. Além disso, os encargos tributários e a burocracia de recolhimentos precisam ser revistos.

Bricoe comparou o sistema brasileiro aos de outros países: “São quase 40% do PIB em comparação aos 20% dos concorrentes do Brasil”. Ainda segundo o representante do Banco Mundial, o sistema se tornou tão complexo e difícil, que até ele próprio tem dificuldades para entender todas as leis do setor.

O especialista vê que o problema da reforma não está na falta de conhecimento técnico, mas sim de medidas que dizem respeito a forma como essas mudanças devem ser implementadas, ou seja, “quem vai perder, quem vai ganhar e como fazer um caminho” que leve o país a ter uma tributação mais eficiente. “Esse é um problema que precisa de maturidade política, porque é um processo altamente político e muito menos técnico”, declarou.

Em fase de aprovação

“Está no forno”, foi a reposta do presidente do Senado, Garibaldi Alves, sobre o atual andamento da reforma tributária. É possível, segundo o senador, que a proposta seja aprovada ainda neste ano na Casa. Para tanto, o projeto precisará antes ser validado pela Câmara até o final desse semestre.

Garibaldi disse que já existe uma comissão especial formada por senadores que tem um relatório sobre a reforma; esse documento agilizaria a análise do projeto que aguarda aprovação na Câmara dos Deputados.

Com Informações da Agência Brasil

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: