Blog do Desemprego Zero

Brasil supera a China em investimentos da União Européia

Posted by Beatriz Diniz em 19 maio, 2008

União Européia investiu um volume bem maior no Brasil do que na China, colocando o Brasil em terceiro lugar entre as quatro principais economias emergentes, o bloco investiu 7,1 bilhões de euros no Brasil.

Por Luciana Sergeiro

Publicado em: Portal VERMELHO

O volume de investimentos diretos da União Européia no Brasil durante o ano passado foi maior do que o recebido pela China e colocou o país em terceiro lugar entre as quatro principais economias emergentes, grupo chamado de Bric que inclui também Rússia e Índia. Dados divulgados nesta segunda-feira (19) pelo Gabinete de Estatísticas da União Européia (Eurostat) mostram que o bloco investiu 7,1 bilhões de euros no Brasil em 2007. A Rússia liderou o grupo, ficando com 17,1 bilhões de euros.

A Índia, em segundo, recebeu 10,9 bilhões de euros, mais de cinco vezes os 2,5 bilhões de euros que havia recebido em 2006.

Já os investimentos diretos da União Européia na China – excluindo Hong Kong – despencaram para 1,8 bilhão de euros, ante 6 bilhões de euros em 2006, a despeito do forte interesse da mídia no país oriental, apontado como força econômica emergente na Ásia. A queda colocou a China como o destino menos preferido dos investimentos da União Européia entre as quatro grandes economias emergentes.

Líder mundial

Os EUA, principal parceiro comercial do bloco, continuaram sendo de longe o maior destinatário do capital europeu, com um total de 112,6 bilhões de euros, 42,5% acima dos 79 bilhões de euros recebidos em 2006.

Nos demais países do mundo, o investimento direto dos 27 países que compõem a União Européia aumentou 53%, para 419,9 bilhões de euros, contra 275 bilhões de euros em 2006. Por outro lado, o total aplicado na União Européia por investidores de fora do bloco cresceu 89% no ano passado, para 319,2 bilhões de euros, de 168,9 bilhões registrados em 2006.

O Reino Unido ficou com a maior parcela desse total, tendo recebido 87 bilhões de euros, ou 27% dos investimentos. Luxemburgo, com sua concentração de serviços financeiros e apesar de seu tamanho diminuto, ficou em segundo lugar, com 50,2 bilhões de euros, ou 16% do total. O grão-ducado superou a França, que atraiu 23,4 bilhões de euros, ou 7% do total.

O Eurostat define investimento estrangeiro direto (IED) como o capital de longo prazo aplicado numa empresa de outro país e que dá ao investidor mais de 10% dos direitos de voto no conselho de administração da companhia. As informações são da Dow Jones.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: