Blog do Desemprego Zero

Primeiro leilão de energia de biomassa vai ter capacidade de um Madeira

Posted by Beatriz Diniz em 21 maio, 2008

Maurício Tolmasquim, presidente da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), informou que o leilão para construir a usina de Jirau, localizado no rio Madeira, foi arrematado pelo consórcio franco-belga Suez Energy, formado pelas empresas Camargo Corrêa, Chesf e Eletrosul, com deságio de 22%, foi uma ótima surpresa, não era esperado ter no Brasil uma tarifa de R$ 71 por MWh (Megawatt por hora).

Em julho será realizado uma série de leilões de bioeletricidade, que é um leilão para contratar energia do bagaço da cana.

Por Katia Alves

Publicado originalmente no Conversa Afiada

Por Paulo Henrique Amorim

Leia a íntegra da entrevista com Maurício Tolmasquim:

Paulo Henrique Amorim – O consórcio multi-nacional franco-belga Suez Energy associado às empresas brasileiras Camargo Corrêa, Chesf e Eletrosul arrematou ontem o leilão para construir a usina de Jirau, que fica no rio Madeira, com um deságio de 22%. Eu vou conversar agora com Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética, subordinada ao Ministério das Minas e Energia. Maurício Tolmasquim, esse leilão com deságio de 22%, vocês esperavam mais ou menos, ou está de bom tamanho?

Maurício Tolmasquim – Foi uma ótima surpresa. A gente não podia imaginar que a gente tivesse no Brasil uma tarifa de R$ 71 por MWh (Megawatt por hora), com uma energia vinda da Amazônia. E nesses R$ 71 por MWh está incluído a transmissão. R$ 25 por MWh é só de transmissão. Então, na realidade, a energia é muito menos que R$ 71. Então é uma surpresa maravilhosa. Já foi uma surpresa muito boa Santo Antônio. Essa é uma surpresa melhor ainda porque indica que nós temos na região Norte uma energia viável para o Brasil. Viável e barata.

Paulo Henrique Amorim – Em relação a Santo Antônio, o deságio foi de quanto, para esclarecer o nosso leitor?

Maurício Tolmasquim – Olha, Santo Antônio o deságio foi maior, mas o preço inicial foi maior. Porque Santo Antônio o preço inicial foi de R$ 122 por MWh e a usina saiu por R$ 78. Essa o preço inicial, Jirau, foi de R$ 91 por MWh e o preço foi R$ 71. Então, em termos relativos, em termos de deságio, Santo Antônio foi menor, mas o que importa é que o preço final está mais barato, apesar de ser uma usina mais difícil porque gera menos energia Jirau do que Santo Antônio. Apesar disso, foi melhor o negócio.

Paulo Henrique Amorim – Agora, eu estou lendo aqui o jornal Valor e o jornal Valor diz que o consórcio Suez Energy só conseguiu chegar a esse preço porque fez alterações radicais no projeto de engenharia. Essas alterações radicais são radicais em que sentido, se é que são mesmo radicais? E não há nenhum problema que possa vir em relação à mudança do projeto original que possa vir a prejudicar o funcionamento da usina no futuro?

Maurício Tolmasquim – Não, não. Foram modificações no eixo CE construção da usina, que foi modificado, e isso evita, reduz o nível de escavações que têm que ser feitas, mas isso não tem pactos maiores para reduzir o custo. Agora, além disso, eles vão conseguir antecipar a obra. O fato de antecipar a obra permite que essa energia que vai ser gerada antecipadamente possam vender para grandes consumidores e, com isso, eles melhoram o fluxo de caixa deles. Então, é muito bom para o país porque a usina está prevista para entrar em 2013 e vai entrar no início de 2012. A gente ganha um ano de energia.

Paulo Henrique Amorim – E os bagres, foram preservados?

Maurício Tolmasquim – Sem dúvida. Os bagres serão preservados, vai ser construído nas duas usinas uma que a gente chama escada, um elevador que está sendo discutido, quer dizer, o mecanismo que permite os peixes irem da região mais baixa para a região mais alta e desovarem lá nos Andes.

Paulo Henrique Amorim – Qual é o próximo leilão que está na bica?

Maurício Tolmasquim – Olha, nos estamos trabalhando, de grandes usinas, com duas: com Belo Monte, no rio Xingu, e em Parabá, lá no Tapajós. Então, são as duas que estão em vistas. Agora, tem uma série de outros leilões que vão ocorrer, agora em julho a gente está fazendo um leilão de bioeletricidade, que é um leilão belíssimo, é um leilão para contratar energia do bagaço da cana, que tem um potencial enorme. Dia 30 de julho. Vai ser um leilão que tem muitas usinas escritas, não só em São Paulo, mas Mato Grosso do Sul, Goiás…

Paulo Henrique Amorim – Mas o que será leiloado?

Maurício Tolmasquim – Vai ser comprada e energia gerada pelo bagaço. Nós vamos comprar. E está inscrito, só para ter uma idéia da importância disso, é claro que eu não sei se vai participar, mas a usina do Madeira, as duas usinas juntas, são 6,4 mil megawatts. A usina de biomassa tem inscrito cerca de 7 mil megawatts. Então, tem, de potencial, de biomassa, o Madeira, que está participando do leilão no dia 30 de julho.

Paulo Henrique Amorim – E o governo, quando comprar essa energia de biomassa, vai entregar aonde?

Maurício Tolmasquim – Nós todos consumidores do Brasil vamos estar consumindo energia de biomassa porque essa energia, cada usina que ganha o leilão, assina contrato com todas as distribuidoras, na proporção de demanda de cada distribuidora. Então, nas nossas casas, nós vamos consumir um mix de energia que vem das usinas hidrelétricas, da biomassa e das outras térmicas.

Paulo Henrique Amorim – E hoje temos a cana como o segundo maior produtor da nossa matriz energética, não é isso?

Maurício Tolmasquim – É, a cana ultrapassou esse ano a hidroeletricidade em termos de geração de energia, quer dizer, aí vai energia de etanol, a energia continua contida na cana, ela passou a ser uma fonte importante no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: