Blog do Desemprego Zero

Fale Conosco

E-mails para contato:

Contato: contato@desempregozero.org

Editor Chefe: editor-chefe@desempregozero.org

Publicações: publicacoes@desempregozero.org

Sugestões: sugestoes@desempregozero.org

Conselho Pleno Emprego: conselhoplenoemprego@googlegroups.com

Suporte Desemprego Zero: suporte-dzero@yahoogrupos.com.br

8 Respostas to “Fale Conosco”

  1. prezado porfessor,DRºJOSE CARLOS ASSIS,tive a oportunidade de ve-lo neste final de semana numa entrevista na tv camara ou senado e,gostaria de informa-lo que esta semana começa en Florianopolis-SC O EVENTO http://WWW.ECOPOWERBRASIL.COM.BR”que trará a ESTE BELA ILHA DO SUL DO BRASIL o DRºMUHAMED YUNUS,O INDIANO HOEMEN DIVINO LÁ CONSIDERADO POR SER O BANQUEIRO DOS POBRES E,TE GANHO O PREMIO NOBEL DA PAZ DE 2006,bem eu gostaria de estar orientado cientificamente pelos senhores para formular perguntas cabiveis durante o evento que pudessem estar gerando abetura de possibilidades e,o despertar de novas consciencias de como fazer para que novos portais se abram,quem sabe inclusive com a experiencia deste MESTRE das finanças internacionais e INDIANAS.
    OSVALDO HENRIQUE NETTO;048 -32661525”OSVALDONETTO_63@YAHOO.COM.BR”
    consulto voluntario de projetos comunitarios

  2. Prezado Osvaldo

    O debate democrático de idéias é sempre bem-vindo. O senhor Yunus tornou-se uma figura muito conhecida por conta do trabalho realizado. Penso que você pode perguntar se o modelo do dr. Yunus tem sustentabilidade do ponto de competitivo. Vivemos, gostemos ou não, num mundo de mercados imperfeitos: os preços dificilmente tendem ao custo marginal. Barreiras de entrada, assimetrias de informação e Estados nacionais continuam jogando um papel importante na determinação dos vencedores da arena econômica.
    Será que o modelo proposto por Yunus seria adequado às especificidades brasileiras? Honestamente, creio que não. Certo é que o crédito precisa ser popularizado em nosso país. No entanto, esse movimento precisa ser acompanhado de uma melhor qualificação dos pequenos e médios produtores, o que não exclui a possibilidade de se utilizar o poder de compra do Estado para alavancar esses empreendimentos. Afinal, isso é uma prática mundialmente consagrada nos países desenvolvidos…

    Cordialmente,

    Rodrigo Loureiro Medeiros, D.Sc.

  3. Resposta said

    Caro Osvaldo,

    a resposta do José Carlos Assis é:

    A pergunta chave que você tem que fazer é: Como alguém pode ter

    crédito, o mínimo que seja, se não tem emprego para garantir uma

    renda que paga esse crédito? Não seria a luta pelo pleno emprego mais

    fundamental que a luta pelo microcrédito? Abr, JC.

  4. Alexandre Domingos da Silva said

    Gostaria de receber periodicamente, em meu correio, informativos deste site.

  5. Caro Alexandre,
    ficamos muito felizes que tenha interesse em receber nossos informativos (no máximo 1 por dia).
    Para recebê-los é simples, basta clicar no link “Receba Atualizações do Desemprego Zero por email” que fica logo abaixo dos autores na coluna da esquerda.
    Mas para te facilitar o link é este:
    http://www.feedburner.com/fb/a/emailverifySubmit?feedId=1300037&loc=pt_BR

    Estamos usando o sistema do FeedBurner, que é uma empresa do google espacilizada nesse tipo de atividade. Esse sistema tem a função de evitar spam. Por isso, ao clicar no link, você cadastra seu email, porém essa ação não completa o processo.
    Você receberá um email do FeedBurner (que se não me engano terá como rementente o nome algo…Delfuego). Basta abrir o email e clicar no link para completar o cadastro.
    obrigado,
    abraços,
    Gustavo

  6. Cesar Oliveira said

    Achei muito interessante a noticia sobre o inhame, um alimento gostoso, barato e de facil acesso. Quanto as informações sobre que ele é eficaz no tratamento da dengue, gostaria de saber de onde vem estas informações e se realmente teve alguma pesquisa que comprove a eficacia deste maravilhoso alimento.
    Contando com sua resposta, desde já agradeço.
    Obrigado.

  7. Prezado César,
    encontramo essas informações nos seguintes sites:
    http://www.correcotia.com/inhame/
    http://correcotia.com/
    abraços

  8. Combate natural ao mosquito da dengue

    A procura de pequenos vasilhames é um método defensivo ineficiente, a soma da lamina de água dos recipientes é insignificante em relação a milhões de m³ de água de grandes represas que passam diariamente pelas as caixas de água. Esse grande volume de água poderia eliminara as larvas do mosquito na fase inicial todos os dias de forma ofensiva.
    Tudo depende de tempo e de espaço, se isso não mudou as caixas semi-abertas podem ser uma grande armadilha para combater a dengue,
    O novo método de combate a dengue foi planejado de três formas, duas são revolucionária para combater a dengue em dez situações, uma delas são as telas fixas dentro das caixas – em baixo da bóia – surpreendendo as larvas diariamente os 365 dias do ano, pois a água ultrapassará as telas na maioria das caixas duas vezes, todos os dias, no espaço de 24 horas. No período da noite, a caixa de água é abastecida e, durante o dia, esvazia normalmente pelo consumo do usuário. As larvas em cima da tela sem água são eliminadas. Se cada residência consumir um pouco de água que ultrapasse a tela pelo menos uma vez em oito dias, ainda seria suficiente para quebrar o ciclo de reprodução do mosquito. Se existe alguma dúvida, de que as larvas não morrem no seco igual ao peixe, é simples, coloque-as fora da água para comprovar.
    As águas das caixas sendo armadilhas naturais, principalmente no verão, os mosquitos não vão encontrar tanta fartura de água como a encontrada em milhões de m³ que passam diariamente pelas as caixas de água das residências nos distritos e municípios. Isso pode ter impacto, porque as larvas sendo eliminadas dia a dia nas caixas de água não terão tempo de crescerem por causa do consumo de água diariamente.
    Cada mosquito põe em média cinco mil ovos. Se as caixas estiverem fechadas, principalmente no verão, essa produção será depositada em qualquer lugar fora de controle. Conseqüentemente quando chover em milhares de poças aumenta os focos do mosquito da dengue, e as ações de combate serão reforçadas com mais pessoas. Quando se alcança um resultado satisfatório, os agentes de saúde recuam e, posteriormente, o problema também retorna mais forte
    Criamos o micro dosador que economiza 2.000% de larvicida e mão-de-obra. Com a aplicação de microdosagem após a lavagem de roupa, que normalmente esvazia grande parte de água da caixa-d’água em 90% das residências. Divide-se uma dosagem normal por 20 microdosagens, para abastecer a caixa de água vazia por um período maior sem ter o trabalho do destelhamento

    Sem inovação dengue não tem solução

    A POESIA DO MOSQUITO DA DENGUE

    O que o mosquito mais quer
    É água limpa e parada
    Decifrar esse enigma
    É a pesquisa da caixa aberta ou fechada
    A caixa fechada milhões de mosquito passam em frente
    Elas abertas, a visita seria permanentes
    Dispensar as caixas como armadilha
    Pode penar muita gente
    A tela fixada abaixo da bóia
    Em três minutos a vida do mosquito é complicada
    Se são larvas em cima das telas morrem no seco
    Se é mosquito em baixo da tela morre afogado
    Podemos sair da posição defensiva para ofensiva
    Pelo consumo de água normal
    Não depende de larvicida e nem dos usuários
    De quem se esperava afinal
    A água das caixas serão armadilhas
    Os mosquitos e as larvas são as presas
    De dia ou de noite
    São apanhados de surpresa
    A intervenção na reprodução
    A idéia faz a diferença
    Porque o homem raciocina
    E o mosquito não pensa

    Jose Jue Ferreira de Almeida
    Contato: Fone 85 32352724
    Email: josuefdealmeida@yahoo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: